menu

PROGRAMA

Aiii CIGANO

De 23 a 26 Março

Quinta a Sábado às 21h30 |Dom. 17h

M/12

Sinopse

Desvendam muitos segredos… e os restantes membros da sua grande família!

A verdade é que um pai sofre e mesmo sendo “Lelo” um cigano com nervos de aço, a sua filha mais nova “Jéssica Soraia Carina” está apaixonada… Não, não é por outro cigano puro sangue da grande linhagem de Ciganos, com várias bancas pelos mercados deste país, isso seria uma grande honra para “Lelo, Lela e Limitada” é mesmo pelo “Francisco”… Um beto de Cascais…

Será que “Lelo” vai conseguir converter “Francisco” e torná-lo num verdadeiro Cigano?

…ou serão “Lelo” e “Lela” que vão viver de armas e bagagem para Cascais, passar a jogar Golf e beber chá das 5? Toda a família Cigana a beber chá? Das 5? Quais 5? Eles são mais de mil! Mil?! “Sim tudo a mil e é para acabar!?” 


A MALUQUINHA

Dias  27 e  28 Março

Segunda e Terça 21h00

M/12

Sinopse :

 “A Maluquinha”, a partir da Maluquinha de Arroios de André Brun foi originalmente escrita em 1919, estreou no mesmo ano no Teatro da República.

O movimento surrealista dava então os primeiros passos e estávamos em plena primeira guerra mundial. Um clássico da comédia portuguesa: três actos de uma história de enganos de uma família de vigaristas que, através dos mais variados esquemas, vive muito acima das suas possibilidades.


TRANSMUTAÇÃO

De 30 de Março a 2 de Abril

De  Quinta a Sab. às 21h30 |Domingo às 17h 

M/12

Sinopse

Neste texto, conta-se a história de Alex um delegado de informação médica que abandona as suas vontades e desejos para sustentar a família e pagar a dívida dos pais. Alex uma manhã decide deixar de viver uma vida que não é a sua e com isso damos a descobrir que nem todos vivemos a nossa própria vida.


Os Nossos Vizinhos Dormem Cá em Casa

De 20 a 30 Abril

Qui. A Sáb. às 21h30 | Domingo às 17h

M/12

SINOPSE

Numa noite, um casal instalado e conservador recebe a inesperada visita de duas pessoas. Esta aparição espontânea, inusitada e excepcional rapidamente se torna efetiva. Judite e Almerindo entram na casa e na vida daqueles de quem supostamente iriam ser apenas vizinhos. Quando Simone, a proprietária da casa, abre a porta pela primeira vez, não adivinha a avalanche de confusões e discussões, reviravoltas e revelações que a esperam e ao seu marido, Afonso. O novo casal vai alterar por completo as suas rotinas e comportamentos. Por certo, nada estará igual na manhã seguinte.

São o inesperado e a surpresa que alimentam esta peça, uma história de reviravoltas constantes e desconcertantes, uma comédia proporcionada pelos efeitos da mentira e do ridículo com que o Ser Humano tantas vezes se confronta.

UM TEXTO DE
Carlos Alves
COM:
Ana Campaniço
Carlos Alves
Rafael Dias Costa
Susana Rodrigues

/